sábado, 4 de junho de 2011

• Fazendo a Obra de Deus...


...relaxadamente!

      Quando começamos a nos comprometer com as coisas de Deus e a pegar certas responsabilidades dentro da igreja é tudo muito novo e muito gostoso de fazer. Tudo é feito com dedicação, amor, temor e tremor, vemos a Obra de Deus como algo realmente santo e totalmente incorruptível!
      Não vemos a hora de chegar na igreja, de limpá-la, de cuidar das crianças na escolinha ou dos bebês no berçário, ajudar as pessoas após uma reunião de libertação, fazer propósitos com pessoas afastadas, trazer pessoas até á Presença de Deus através de convites, evangelizações, visitas, e etc... Existe toda uma preocupação em saber se está dando o seu melhor para Deus, se está agradando o Senhor Jesus, se realmente está fazendo o impossível para chamar a atenção de Deus.
      Pena que o tempo é o maior causador da perda desse primeiro amor tão belo, e que certamente atrai o olhar do Senhor.
      A Obra de Deus nunca deve ser vista como uma brincadeira. Estamos lidando com o próprio Deus, com Aquele que é considerado o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, o Único, perfeito e incomparável, Todo-Poderoso... A Obra desse Deus maravilhoso também é maravilhosa, perfeita e santa como Ele, portanto, devemos tratá-la como tal. Por ser uma Obra séria não podemos vacilar, e o tempo faz com que isso acabe acontecendo, infelizmente...
      Você que está lendo esse artigo deve ficar atento(a), pois não podemos de forma alguma trazer maldição para nossas próprias vidas! É isso mesmo, a Palavra de Deus nos diz que se fizermos a Obra dEle de qualquer jeito estamos sendo vistos como amaldiçoados diante dos olhos do Senhor.
      Então vamos entender melhor o que é uma maldição para compreendermos ainda mais a direção do Espírito Santo!
 
"Maldito aquele que fizer a obra do SENHOR relaxadamente..."
(Jeremias 48:10)

MALDIÇÃO: Ato ou efeito de amaldiçoar. Males que acontecem a outra pessoa; praga, desgraça. Imprecações contra alguém. Grande calamidade. Coisa que aflige.
      Ou seja, ter uma maldição sobre a própria vida não é nada bom ou aconselhável. Está aí uma prova vinda da boca de Deus de como devemos levar a sério tudo aquilo que se refere á Sua Obra. O que precisamos mesmo é colocar isso em prática!

      Vamos saber como detectar a falta desse primeiro amor através de alguns exemplos:
• Membro
ANTES - você chegava á igreja e fazia sua oração antes de participar da reunião e pedia que o Espírito Santo falasse com você naquele dia, lia a Bíblia e meditava, orava e jejuava, procurava agradar a Deus em tudo o que fazia, era fiel nos dízimos e agia a fé em ofertas e propósitos.
DEPOIS - já chega sentando para esperar começar a reunião, não leva a Bíblia quando vai á igreja e nem lê em casa (e quando lê não entende nada), ora de vez enquando, jejua muito pouco e não fica em espírito, já não tem tanta preocupação em fazer tudo de acordo com a Palavra de Deus, perdeu o temor, ás vezes toca no dízimo, não age mais a fé e quando pega os envelopes não cumpre.

• Evangelista
ANTES - se reunia constantemente na igreja para sair para ganhar almas, se consagrava antes da evangelização pois tinha a consciência de que ganhar almas é mexer com o diabo, dava sua vida para passar espírito para quem sofria, fazia jejuns para plantar a semente da fé no coração dos afastados.
DEPOIS - mais falta do que evangeliza, perdeu a consciência da santidade do trabalho da evangelização, já não passa mais fé e acha que só convidar a pessoa e dizer o endereço da igreja é o suficiente para pensar: "Estou com o dever cumprido" (sendo que o ato de ganhar almas deve ser feito por amor e não por obrigação), evangeliza sem estar em espírito.

• Tias da EBI/Berçário
ANTES - chegava sempre mais cedo para organizar a salinha das crianças, colocava os pés na salinha sabendo que alí começava uma guerra espiritual contra o mal que aflige os pequeninos, fazia de tudo para as crianças entenderem o verdadeiro sentido da fé, dava sua vida para que todos saiam da aulinha cheios do Espírito Santo, orava pelas crianças antes e depois da aulinha, tinha prazer e alegria em ser tia da EBI e do berçário.
DEPOIS - não cumpre escala e também não dá satisfação, dá aulinha de qualquer jeito porque não aguenta mais ouvir as crianças gritando todas ao mesmo tempo, começa a enxergar a escolinha como um "depósito de criança" (perdão pelo termo, mas tem gente que enxerga dessa exata maneira - um absurdo!), perdeu a visão da fé acerca das crianças, acha que a tia só tem que ficar dando desenhos e controlando os gritos delas, perdeu toda a paciência que tinha para ensinar a Palavra de Deus a elas.

• Obreiro(a)
ANTES - sempre orava pelo povo, fazia propósitos com pessoas que queriam ser batizadas com o Espírito Santo, tinha sede de libertar as pessoas e orientá-las, falava de Jesus para os oprimidos, jejuava com frequência e vigiava em absolutamente tudo.
DEPOIS - chega correndo para a reunião, vai embora correndo mais ainda, já não ora mais pedindo para ser usado(a) na Obra de Deus, jejua pouco ou não jejua mais, não busca o Espírito Santo com todo o coração e na vontade de ser renovado(a), não orienta mais as pessoas, não se doa para o povo.

• Pastor/Bispo
ANTES - orava de madrugada, clamava em alta voz pela causa do povo, comprava a briga do povo, fazia desafios da fé para milagres acontecerem, cuidava dos obreiros como cuidava da própria alma, dedicava todo seu amor e seu tempo para a Obra de Deus.
DEPOIS - já não clama mais como antes, a causa do povo já não faz mais parte da sua vida, dá uma palavra para os obreiros porém não passa mais aquele espírito de fé, usa o tempo que lhe sobra para gastar com outras coisas que não fazem parte da Obra de Deus.

• Esposa
ANTES - dava tudo de sí para seu querido marido (pastor), cuidava da casa como se estivesse cuidando do Altar do Senhor Jesus, orava constantemente pelo seu próprio ministério e pelo de seu esposo, procurava passar fé para as obreiras, fala somente aquilo que edifica.
DEPOIS - não dá mais tanta atenção assim para o marido, não age mais com tanta sabedoria, fala pelos cotovelos e ás vezes fala até o que não deve, faz as reuniões com as obreiras rapidamente e ás vezes de qualquer forma, não ora mais pelo ministério do marido com tanta frequência.

      Quando Deus fala em Sua Palavra que não podemos fazer Sua Obra relaxadamente Ele quer dizer que não devemos de jeito algum fazer a mesma por obrigação/imposição, ou porque o pastor está vendo, ou porque pensa que os membros vão reparar em nossa ausência, etc.
       A Obra dEle é VOLUNTÁRIA, ninguém recebe nada em troca (humanamente falando), a base dessa Obra é o amor pelo próximo e pelo Senhor Jesus, e sabemos perfeitamente que a recompensa vem do próprio Deus. Quando fazemos essa Obra santa de qualquer jeito mostramos para Deus que não temos temor algum, que o respeito, a admiração e a dedicação já se foram há muito tempo.
      "Empurrar com a barriga" é fazer mal para a própria alma, é pedir para perder a Salvação, é estar de braços abertos para receber a maldição.
      Se você não está feliz com suas responsabilidades na igreja, basta conversar com a esposa ou com seu pastor. Ninguém vai te humilhar, te bater, te pressionar. Nada disso! É melhor ser sincero(a) com você mesmo(a) do que continuar levando as coisas da maneira errada e estar totalmente apto(a) á entrada do mal em sua vida.
      E se você acha que poderia melhorar ainda mais e aquecer mais o seu primeiro amor, vá em frente! Deus é contigo e vai te abençoar! :)



Na fé, obr. Tami!

4 comentários:

  1. Olà,Obr.Tami,tdo bem!
    Muito bacana este post! gostei e se puder vou colocar no blog, posso?
    È a obra de Deus não pode ser feita de qualquer maneira,e isso,serve para qualquer um,membro,evangelista,pastor tias...
    com certeza!
    Todos nos temos de dar um bom testemunho.
    Um forte abraco
    bjo Dani

    ResponderExcluir
  2. Olá querida Daniiii! :)
    pode colocar no seu blog sim, com certeza...

    Bom testemunho é um dos segredos da fé!
    Bejo Dani.

    Na fé ♥

    ResponderExcluir
  3. ola Tamii sou obr aqui de nilópolis muito bacana seu blog com mensagens edificantes!estou seguindo da uma olhadinha no meu florzinha bkinhos http://aobraevc.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi flor, obrigada por me seguir, vou olhar seu blog sim!
    Beijiiiinho, na fé ♥

    ResponderExcluir